15 estabelecimentos foram notificados por equipes de forças de seguranças contra a COVID-19 no último final de semana em Três Lagoas

Em cumprimento ao decreto do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, contra a proliferação da COVID-19 em Três Lagoas, equipes de fiscalização do “De Olho no Coronavírus” realizaram mais uma ação no último final de semana dos dias 09, 10 e 11.

Foram abordadas 98 pessoas,15 estabelecimentos foram notificados, campo de futebol foi lacrado, 1 igreja recebeu orientação dos fiscais, houve também dispersão de aglomeração e abordagens na Lagoa Maior e Cascalheira contra a COVID-19 em Três Lagoas.

O decreto 167 de 05 de abril de 2021 COVID-19 em Três Lagoas foi publicado no Diário Oficial dos Municípios, diz que está proibido a circulação de pessoas e de veículos em vias públicas no horário compreendido das 20 às 5 horas, salvo em razão de trabalho, serviços de entrega a domicílio (delivery), emergência médica, ou outra circunstância relevante devidamente comprovada pelo transeunte.

Está proibido também o funcionamento de academias, centros de ginásticas e estabelecimentos similares, bem como realização de aulas coletivas do tipo zumba, jump, Crossfit, dança, funcional e similares, mas a celebração de cultos religiosos ficará limitado a 25% da capacidade do local em Três Lagoas.

Clubes de festas e demais espaços de locação para confraternizações e entretenimentos coletivos estão suspensa segundo decreto vigente, a violação deste Decreto representará infração sanitária e cometimento do crime previsto no artigo 268 do Código Penal, sujeito a aplicação da multa prevista no inciso I do artigo 11 do Decreto 073, de 06 de abril de 2020, sem prejuízo da suspensão preventiva do funcionamento de estabelecimentos industriais, comerciais ou de prestação de serviços e imediata comunicação ao Ministério Público Estadual consoante disposições dos §§2º e 6º do mesmo dispositivo.

Acompanhe nossa página no Facebook

Acompanhe também nosso Instagram

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios